Enfim, a certidão!

Olá pipous, quanto tempo!!!!!!!!! Além da correria, meu note queimou e eu fiquei mais de um mês só com o celular, mesmo que eu quisesse, não daria pra vir contar as novidades pra vcs, rsrsrsrsss.

Estamos todos bem, nosso João cada dia maior e mais esperto, as meninas amando o irmão, a Fer mudou-se, foi morar com a Jé num apê prá lá de lindo, maas essas novidades conto num outro post, quero contar que finalmente depois de 119 dias, saiu a certidão do nosso guri!!

Dia 25 de outubro, uma chuva lascada e eu dirigindo, só João e eu e meu celular começa a tocar, por sorte estava aqui pelo bairro numa rua bem tranquila e consegui parar o carro e atender a ligação, era da VIJ e a moça pedindo pra irmos na vara assinar o mandado de expedição da certidão do João… eu perguntei se poderia ir sozinha e ela respondeu que não, então falei que no dia 27 era folga do Du e iríamos até a vara assim que deixássemos as meninas na escola e assim fizemos, maaaaaas eu jamais imaginaria que era para assinarmos a ciência do processo, o fim do processo, a adoção concretizada do nosso meninão!!!!!!!

Chegamos na vara e modéstia a parte, João chama a atenção em todo lugar, desta vez eu o levei sem o sling, li num grupo que quando vamos num lugar com pessoas conhecidas e com o bebê no sling, passamos a impressão de que não queremos que peguem nosso bebê no colo e eu não queria passar essa impressão lá… assim fomos, felizes e saltitantes, a analista juduciária se encantou pelo João e eu perguntei se ela queria pegar ele no colo, adivinhem a resposta? Ahahahahahahaha ela sumiu com ele, desfilou com ele e o levou pra nossa juíza tão querida, nosso anjo da guarda, Dra Lídia Munhoz Mattos Guedes, claro que eu gostaria de a encontrar de novo e lhe dar um abraço, mas não tinha como, sei que ela é ocupadíssima e não tinha marcado hora, fiquei feliz por ela ter visto nosso guri. Assinamos a papelada e junto tinha um mandado de expedição da certidão, ou seja, com aquele papel iríamos no cartório, no mesmo dia e mandaríamos cancelar a certidão antiga e pediríamos a emissão da nova certidão, aaaaaaaaaah que sensação… fomos até o cartório, ali no centro e achei que só pegaríamos a certidão outro dia, que nada, ficou pronta na hora!!!!!!!!

Na hora que a moça nos deu a certidão para conferirmos os dados, ela foi lendo tudo e eu me emocionei, chorei ao ouvir ela lendo nossos nomes, nosso menino finalmente era nosso de papel passado, não há palavras para definir este momento, este sentimento, este alívio, esta tonelada que sai dos nossos ombros com um simples papel!!!!! Nosso João, meu sonho, meu guri…

Tá aí o papel tão importante…

 

14853079_1148433085247301_4205056035398678143_o_li

 

 

 

Meu marido tá GRÁVIDO!!!

Conforme contei lá atrás, o berço não coube e estávamos pensando em devolvê-lo, passei o domingo pensando e procurando um marceneiro. Mandei e-mail pro meu pai, sim geralmente quando estou afobada mando e-mail, pois ele é normal, dorme cedo… coisa que raramente consigo fazer, logo em seguida ele telefonou e se prontificou a me ajudar, infelizmente a pessoa que ele procurou não poderia vir até aqui e pediu que eu levasse na casa do meu pai, pois é mais perto, não tinha como, precisávamos que o marceneiro visse o tamanho do problema prá não piorar a situação. Duas amigas indicaram marceneiros, liguei pro primeiro e ele ficou de me ligar no dia seguinte prá pegar meu endereço e vir, estou até agora esperando o telefonema dele… liguei pro que minha amiga Luana indicou, expliquei o problema e ele ficou de vir a noite, conforme combinado ele ligou mais tarde pro meu marido explicar o trajeto, pois ele iria atravessar a cidade e homem é sempre mais prático, eu particularmente sou meio lerda prá explicar. O abençoado marceneiro chegou por volta das 21horas, olhou, conversamos e ele achou a solução, cortar 8 centímetros da cabeceira e da parte final do berço, ( não sei como chama, será pezeira? rsrsrsrs) ele levou o berço e vai trazer no domingo… Abençoado homem, veio mesmo sabendo que era só um reparo, um conserto pequeno, não ligando prá grandes orçamentos, abençoada Lu, pessoa que conheci quando a Madu tava muito doente e que me deu mais força e carinho que muitos amigos de casa, está sempre presente, mesmo através dessa tela, tenho um carinho gigante por ela! 

O João ficou aqui uma semana, conversei muito com ele e deixei ele seguro quanto ao nosso amor por ele, que nada irá mudar e ele só está preocupado se as crianças vão demorar, que ele quer proteger os priminhos… Um dos meus irmãos, que por sinal eu acho que é o que mais se parece comigo em temperamento, veio perguntar como estava o processo, está ansioso como nós, conversamos e ele me falou que vai mimar tanto os sobrinhos e vai ensinar muita arte prá eles, que eu vou ficar louca, minha ku, irmã do Du está desesperada prá bordar toalhas e comprar tudo que puder para os sobrinhos… é tão boa essa sensação, tanto amor, tanta espera, tanto sonho… nem sei como descrever, só que está todo mundo maluco por essas crianças. Hoje descobri algo que eu não tinha pensado… estava conversando com minha amiga Rô e contei prá ela que o Du está mostrando um lado dele que eu nunca tinha visto, um lado ansioso, apressado, completamente o seu oposto, pois ele sempre faz tudo com calma, espera tudo e fica tão normal em situações em que eu me descabelo… todo dia, é a mesma pergunta: “Alguma novidade amor?, Mudou alguma coisa amor? Vai ligar lá amor?” Correndo, querendo arrumar logo o quarto das crianças… aí a Rô simplesmente me disse: “Claro querida, ele está grávido!!” Genteeeeeeee eu não tinha pensado nisso, meu marido está grávido, ansioso, maluco prá ser pai e eu achando que só eu estava!!! Mas tá muito divertido, ele corre lá, corre cá, arruma, monta, desmonta, ontem foi montar os vídeo games, arrumou, montou, instalou e teve a capacidade de colocar a fonte grudada na parede, abaixo da prateleira, uma fonte é meio digamos assim grandona, deve ter uns cinco centímetros de largura… aí ele todo feliz me chamou prá ver que ele tinha deixado bonitinho, escondido todos os fios. Eu olhei e disse: “Amor, se cortamos o berço porque não temos espaço, como essa fonte vai ficar aí, afastada da cama e roubando o espaço que será cortado do berço?” Ele tá tão maluco que não pensou nisso, não iria adiantar cortar o berço se ficasse do jeito que ele fez, lá vai ele tirar tudo e arrumar diferente, rsrsrsrsrsrs. Enfim, está quase tudo pronto, só falta colocar a cortina e depois esperar as crianças, aí será um corre corre danado, comprar tudoooo que se pode imaginar e da cor que quiser, brinquedos, bichinhos de pelúcia, aaaah tuuuuuuudo mesmo!!! Já estou vendo lembrancinhas de chegada, prá dar aos familiares e amigos, é uma loucuraaa!

Agora resta esperar um telefonema, um e-mail… esperar o que Deus nos reservou e no tempo Dele, esperar a chegada tão esperada de duas coisinhas lindas, fofas, amadas, que serão e nos farão muito felizes, irão completar nossa vida, nossa família, encher a casa de barulho, de alegria, de birras, de brinquedos espalhados pelo chão e que as cachorras certamente comerão, irão finalmente ter um lar, terão um futuro e serão os Nossos Filhos, parte de nós que nasceu em outra barriga, em outra mãe, de outro pai, mas foi uma separação passageira, apenas prá nos ensinar que o verdadeiro amor é livre de preconceitos, de cor, de credo, de laços consanguíneos, de idade, o verdadeiro amor é incondicional e nasce no exato momento em que você se torna Pai e Mãe e não há diferenças!! Abençoada mãe biológica dos meus filhos, abençoado pai biológico dos meus filhos, sem vocês não seria possível nos tornarmos pais, pais de coração, pais de alma, pais de uma vida de espera, pais dos Nossos Filhos!

Filhos, venham logo, cheguem depressa! Amamos vocês desde o dia 31 de Janeiro de 2013, dia em que seu pai me disse que queria adotar vocês, esperamos vocês há dez anos e nosso amor fica cada dia maior, não vemos a hora de trazer vocês prá casa, nossa casa. Sua irmã vai fazer tanta bagunça com vocês, vai levar vocês a tantos lugares, seus tios e tias, suas avós e avôs, seus primos e suas primas, todos estão ansiosos esperando vocês chegarem, todos amam vocês! Todos amamos vocês e muito, é um amor que não cabe no peito, é um amor que não tem fim, é apenas o começo… o começo do resto das nossas vidas!

ESTAMOS GRÁVIDOS!!!!!!!!!

Simmmm, hoje dia 08/07/2013 a nossa sentença foi assinada pela juíza, nossa habilitação saiu… Estamos Grávidossssssss… uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!! Foi uma emoção tão grande, as mãos tremiam e um choro de alegria e alívio foi bem vindo. Muitas vezes me perguntei como seria minha reação e foi bem diferente do que eu pensava, é muito especial, é como um resultado positivo de gravidez, mas mais intenso, pois junto tem anos de sonhos, dias correndo atrás da documentação, semanas esperando uma ligação pro curso e entrevistas, meses de angustiante espera esperando passo a passo cada atualização no Projudi… Acho que a ficha ainda não caiu, parecia tão longe, parecia que nunca iria acontecer mas aconteceu!!!  Agora a ansiedade toma conta, quanto tempo até o tão esperado telefonema? Que idade terão? Serão dois meninos? Duas meninas? Um casal?  Tantas perguntas e uma certeza, a certeza que já são amados e terão uma família que os esperou muito e tem muito amor prá dar.

Não acho que nosso processo demorou, ao todo foram 111 dias, desde a entrega dos documentos até a sentença, é difícil acreditar que estamos habilitados em menos de quatro meses, mas eu digo que além da nossa psico Thaís ser maravilhosa, eu corri atrás também, coitada dela, eu sempre estava mandando e-mail prá ela querendo saber isso ou aquilo. Por isso que eu digo, corra atrás dos seus sonhos, marque presença, não deixe dúvidas quanto ao que você quer… tudo tem seu tempo, mas claro que um empurrãozinho não faz mal a ninguém. Não sei se vou conseguir dormir, meu coração tá em chamas, minha cabeça roda em pensamentos e planos, os móveis devem chegar semana que vem mas e os donos do quarto?? Virão logo??? Esperamos que sim, acho que não consigo raciocinar direito, quero falar tanta coisa mas me faltam palavras, então só deixo assim declarado que eu aos 39 anos, estou grávida novamente, mas essa gravidez é de alma, de coração e não tenho palavras prá expressar o que estou sentindo!!!

Uma mistura de sentimentos.

Ainda estamos esperando o relatório ser enviado ao Ministério Público, confesso que estou meio chateada e um pouco frustrada, sei que demora, que tem pouco pessoal e que o que tem está sobrecarregado e tantos outros motivos, mas sonhar não custa e um milagre é possível! Nós havíamos decidido que faríamos o quarto das crianças sob medida, prá aproveitarmos todos os espaços possíveis, então como o marido estava de folga, fomos dar uma xeretada nas lojas prá termos idéias e passar para o marceneiro… Pois bem, andamos, andamos, conversamos,até que paramos em uma loja e nos encantamos por um jogo de quarto, parece que foi feito prá nossas crianças, é perfeito e vai caber certinho no quarto deles… fizemos orçamento e por incrível que pareça, o valor é abaixo do que estávamos esperando e podemos gastar… mas a idéia inicial era sob medida, então eu dei a desculpa de não sabermos se iria caber no espaço disponível que temos e depois da gerente oferecer descontos e bônus, saímos de lá e concordamos que é o melhor a ser feito, pois não temos um profissional de confiança e há uns dois anos, minha filha mandou fazer um guarda roupa sob medida, simples, algo normal e foi gasto em torno de R$ 4.000,00, imagina um quarto completo? Chegamos em casa e realmente fomos tirar as medidas e vai dar certo. O jogo tem um roupeiro com 4 portas, uma cama com cama auxiliar e um berço que vira mini cama, a qual acomoda uma criança até 5 ou 6 anos… lindo, maravilhoso!! Decidimos comprar, além do mais, demora de 45 a 60 dias prá entregar e montar, enquanto isso vamos arrumando aos poucos o resto, pois a decoração só quando meus amadinhos chegarem!!

Mudando de assunto… Tenho lido, visto vários vídeos e conversado muito com pais que já adotaram, com psicólogas e advogados, o foco é sempre adoção, a demora do judiciário e a quantidade de pretendentes e crianças que não fecha a conta… Pois bem, de todos os pretendentes que tenho contato, posso dizer que apenas um ou dois casais fazem restrição á irmãos, por conta financeira mesmo, mas não há restrição quanto a cor, sexo e idade… aí fui dar uma xeretada no cadastro de habilitados de uns grupos que faço parte, primeiro vi as várias reclamações que estão na fila há 3, 4, 5 anos…. achei demais e fui mais a fundo, olhar o perfil dos habilitados e me surpreendi, a maioria desses que estão todo esse tempo esperando, o perfil é quase o mesmo: Menina, branca, sem irmãos, de zero a dois anos, saudável. Meu Deus, filho não se escolhe!!!! Quando se engravida, o sexo já é sabido pelos genitores? Lá atrás, no dia, na noite, sei lá que horas que o ato foi consumado, já se sabe o sexo do bebê? Outro ponto importante, porque apenas de zero a dois anos? Tem como não amar uma criança de 5, 6, 7, 8 anos?? É possível isso?? Não estou julgando ninguém, por favor, apenas queria entender,como não abrir o coração prá uma criança de cinco anos? Vi alguns casais que tem a pele parda e querem filhos brancos… não entendi, mas cada um sabe de si. O que quero aqui é analisar e pensar em uma criança um pouco maior, normalmente essa criança tem um, dois irmãos, claro que há pessoas que não tem condições financeiras prá ter dois filhos ao mesmo tempo, mas e quem tem? Digamos que ao engravidar, descobre que são gêmeos, o que vão fazer? Se desfazer de um? Porque toda essa diferença em escolher ao adotar e aceitar o que Deus mandar num filho biológico? Esses são alguns dos obstáculos da adoção e nesses casos não é culpa do judiciário, não há possibilidade de ficar menos que 3 anos na fila de espera com esse perfil. Amor não tem idade, cor, sexo, raça… amor de pai e filho é prá sempre e não há impedimentos prá isso. Um bebê é maravilhoso, lindo, guti guti, mas dá trabalho também, uma criança maior precisa tanto de amor quanto esse bebê que é tão exigido nos perfis que tem por aí! Temos que abrir nosso coração pro amor incondicional, livre de amarras e padrões, temos que acabar com o mito da adoção tardia, não há idade prá amar, não há idade prá ser feliz e formar uma família. Vou pedir permissão prá uma amiga, que adotou uma criança com 7 anos, prá contar aqui a experiência dela, ou então peço prá ela mesmo vir aqui contar… garanto que vocês vão se emocionar ao ler, chorar litros e concordar que criança é criança e todas precisam de amor, não existe amor maior!

Tá aí minha mistura de sentimentos… ansiosa, feliz, triste, sonhadora… 

 

Última entrevista…

Essa semana tá corrida, pois o marido tá de folga e além da entrevista fomos na casa do meu pai na quinta, na sexta fomos na casa de um amigo dele do trabalho, sábado vamos na casa da minha amiga irmã Aline e domingo é dia de filar aquele almoço da sogra… Mas vamos ao que interessa… fizemos nossa última entrevista com a “nossa” psicóloga na quinta, ela fez mais algumas perguntas e perguntou se gostaríamos de acrescentar algo, releu nosso perfil e mudou algumas coisas, pois na primeira entrevista queríamos uma criança até dois anos, agora queremos dois irmãos, um até três anos e o mais velho até sete anos. Como sempre foi tudo normal e eu sempre me senti muito á vontade com ela e dessa vez não poderia ser diferente. A Fer foi junto e a psico conversou sozinha com ela, enquanto isso ela pediu que escrevêssemos uma carta aos nossos filhos, eu sinceramente não tive dificuldades e só não escrevi mais porque minha letra é horrível e eu não sei escrever sem linhas, hahahahahahaha.Fizemos algumas perguntas também e no final ela disse que vai enviar seu relatório para o Ministério Público e logo sai a sentença, aí se for favorável a juíza assina e estamos habilitados, entrando no CNA, aí é só esperar o abençoado telefonema que vai mudar nossa vida! Enfim, subimos e conquistamos todos os degraus, foram dias planejando e noites em claro sonhando… é difícil acreditar que tudo muda em pouco tempo, que antes era a correria prá arrumar a documentação, depois a espera prá marcar o curso, mais entrevista e o parecer final! Estou me sentindo grávida, tenho vontade de sair comprando tudo, mas não sei por onde começar e nem posso, pois não sabemos se serão dois meninos, duas meninas, um casal… não importa, na hora saímos feito doidos comprar o que faltar…É uma sensação maravilhosa, algo que eu nunca havia sentido antes, tenho vontade de chorar, de pular, cantar e gritar… Acredito e tenho fé que nossa sentença será favorável prá nós e sairá logo e se Deus quiser, logo nossos filhos estarão aqui, conosco, dando e recebendo amor, correndo pela casa, deixando brinquedos espalhados pelo chão, jogando vídeo game com o pai e a irmã, pedindo prá mãe fazer aquele doce de sobremesa… Logo realizaremos nosso maior sonho, sermos pais… Nossa família estará completa e assim começaremos a escrever a mais linda história de amor, o amor pelos nossos filhos, tão esperados, desejados, tão amados desde já, meu coração arde, meus olhos lacrimejam e minhas mãos tremem só de pensar…Nossos filhos!!!