Enfim, a certidão!

Olá pipous, quanto tempo!!!!!!!!! Além da correria, meu note queimou e eu fiquei mais de um mês só com o celular, mesmo que eu quisesse, não daria pra vir contar as novidades pra vcs, rsrsrsrsss.

Estamos todos bem, nosso João cada dia maior e mais esperto, as meninas amando o irmão, a Fer mudou-se, foi morar com a Jé num apê prá lá de lindo, maas essas novidades conto num outro post, quero contar que finalmente depois de 119 dias, saiu a certidão do nosso guri!!

Dia 25 de outubro, uma chuva lascada e eu dirigindo, só João e eu e meu celular começa a tocar, por sorte estava aqui pelo bairro numa rua bem tranquila e consegui parar o carro e atender a ligação, era da VIJ e a moça pedindo pra irmos na vara assinar o mandado de expedição da certidão do João… eu perguntei se poderia ir sozinha e ela respondeu que não, então falei que no dia 27 era folga do Du e iríamos até a vara assim que deixássemos as meninas na escola e assim fizemos, maaaaaas eu jamais imaginaria que era para assinarmos a ciência do processo, o fim do processo, a adoção concretizada do nosso meninão!!!!!!!

Chegamos na vara e modéstia a parte, João chama a atenção em todo lugar, desta vez eu o levei sem o sling, li num grupo que quando vamos num lugar com pessoas conhecidas e com o bebê no sling, passamos a impressão de que não queremos que peguem nosso bebê no colo e eu não queria passar essa impressão lá… assim fomos, felizes e saltitantes, a analista juduciária se encantou pelo João e eu perguntei se ela queria pegar ele no colo, adivinhem a resposta? Ahahahahahahaha ela sumiu com ele, desfilou com ele e o levou pra nossa juíza tão querida, nosso anjo da guarda, Dra Lídia Munhoz Mattos Guedes, claro que eu gostaria de a encontrar de novo e lhe dar um abraço, mas não tinha como, sei que ela é ocupadíssima e não tinha marcado hora, fiquei feliz por ela ter visto nosso guri. Assinamos a papelada e junto tinha um mandado de expedição da certidão, ou seja, com aquele papel iríamos no cartório, no mesmo dia e mandaríamos cancelar a certidão antiga e pediríamos a emissão da nova certidão, aaaaaaaaaah que sensação… fomos até o cartório, ali no centro e achei que só pegaríamos a certidão outro dia, que nada, ficou pronta na hora!!!!!!!!

Na hora que a moça nos deu a certidão para conferirmos os dados, ela foi lendo tudo e eu me emocionei, chorei ao ouvir ela lendo nossos nomes, nosso menino finalmente era nosso de papel passado, não há palavras para definir este momento, este sentimento, este alívio, esta tonelada que sai dos nossos ombros com um simples papel!!!!! Nosso João, meu sonho, meu guri…

Tá aí o papel tão importante…

 

14853079_1148433085247301_4205056035398678143_o_li

 

 

 

Anúncios

Arrumando os documentos.

Passado o carnaval, imediatamente começamos a providenciar os documentos, prá dar entrada no processo o mais rápido possível. Mas o que mais achávamos que seria o mais fácil, acabou tornando-se o mais difícil: O Atestado de saúde mental, dado por um psiquiatra e com firma reconhecida. Não sei se levamos azar, ou realmente aqui em Curitiba ninguém tem boa vontade, nem por convênio, nem particular. Demoramos duas semanas prá conseguir uma psiquiatra abençoada, que fornecesse tal atestado e com firma reconhecida, isso que meu marido procurava por categoria na internet e eu ligava de um por um, uns não faziam esse tipo de atestado, outros queriam que fizéssemos algumas sessões prá depois fornecer, outros dois chegaram a cobrar quatrocentos reais por vinte minutos de conversa prá fornecer o atestado e cobraria a parte o reconhecimento de firma (no cartório pagamos sete reais cada reconhecimento de firma e o psiquiatra cobraria cinquenta reais cada). Enfim, depois de tanto telefonar, conseguimos essa psiquiatra, que cobrou cento e cinquenta reais cada consulta e segundo ela, sempre faz esse tipo de atestado, está acostumada com o processo. Depois encontro o cartão dela e faço um post com as informações prá quem quiser. Arrumamos tudo e fomos pedir as certidões negativas, pois essas levam dois dias prá ficarem prontas e o total das dez certidões (cinco de cada parte interessada) é de R$221,64. No dia de irmos buscar as certidões, eu estava positivada, ou seja tinha algo errado no meu CPF, corremos atrás e descobrimos que havia um cheque meu protestado do ano de 1996, no valor de R$ 54,00… corremos prá casa e entrei em contato com a empresa de cobrança, expliquei o motivo de urgência e o rapaz que me atendeu me enviou tudo por e-mail, paguei o tal cheque no mesmo dia, com juros e correções ficou em R$ 264,00, fazer o que… mas eu ainda precisava do cheque original, que viria de São Paulo prá dar baixa no cartório de protestos e isso levou uma semana, chegou numa sexta-feira ás 15:40 e já não tinha como eu chegar a tempo no cartório. Na segunda cedo fui e paguei R$80,00 prá dar baixa o Serasa e a moça me disse que levaria dois dias úteis prá eu pegar a certidão negativa,e se eu quisesse o cheque teria que voltar no dia seguinte e só depois ir pedir a certidão negativa no cartório do 2º ofício. Eu disse que iria precisar do cheque pq estava dando entrada em processo de adoção e isso já tinha atrasado em uma semana a entrega dos documentos, ela me olhou e disse: Se a senhora puder esperar uns quinze minutos, eu faço uma declaração e entrego o cheque, e a senhora pode ir no cartório amanhã mesmo. Nossa, eu agradeci e abençoei até a quinta geração dessa moça, era um dia que eu ganhava. A novela da documentação estava terminada, na quinta-feira, dia 14 de março de 2013, e nesse dia uma amiga de São Paulo veio passar uns dias conosco e acompanhou uma parte dessa correria.

Meu marido estava trabalhando de madrugada e quando isso acontece, ele chega em casa por volta das nove horas da manhã, mas não teve jeito, eu o acordei ás duas da tarde prá irmos enfim dar entrada no processo, dia 15 de março de 2013 entregamos a documentação no cartório distribuidor e assim começamos a subir os degraus da realização no nosso sonho!!!!!!!!