Inclusão no CNA.

Nossa semana foi movimentada, o sobrinho estava aqui, tínhamos que resolver o que faríamos com o berço e prá ajudar o marido estava trabalhando no primeiro turno, ou seja saía ás 6 da manhã e voltava ás 17hs. Mas conto depois, hoje quero falar sobre a nossa inclusão no CNA. Eu não tenho reclamação nenhuma prá fazer sobre o nosso processo, como já comentei e todos sabem, nossa habilitação saiu em menos de quatro meses, maaaaas o que ao meu ver seria mais fácil, acabou se tornando uma longa espera… calma, eu sei que vão pensar que sou muito ansiosa e que tivemos sorte e blá blá blá, mas a partir do momento que entramos no CNA, o telefone pode tocar a qualquer momento e se tudo foi tão rápido, porque o simples cadastro demora tanto? Nossa sentença foi deferida dia 08/07/13, no dia 11/07 fomos assinar a ciência do deferimento, sem esperarmos a intimação oficial, eu esperava que em uma semana já estaríamos cadastrados, aí consulta o abençoado Projudi a cada meia hora e nada muda…conversando com uma amiga, ela me diz que há um artigo no ECA que após a sentença deferida, o judiciário tem 48 horas prá inscrever os habilitados no CNA. Liguei na VIJ e falei sobre isso, um jogou pro outro e no final pediram prá eu esperar, uma semana passou e nada… na sexta passada o Projudi entrou em manutenção e ficou fora do ar, voltaria na segunda ás 5 da manhã, lá vou eu desesperada procurando atualização… nada de voltar o sistema e assim o dia passou. Na terça quando consegui acesso ao site, nenhuma atualização, estava tudo parado desde o dia 23/07, liguei na VIJ e falei com o Apoio Psicossocial, que me informou que a inclusão no CNA é de responsabilidade do cartório, liguei no cartório e a estagiária me atendeu, me fez ficar esperando enquanto ela conversava com outra pessoa e eu ali, ouvindo a conversa dela, ela voltou a me atender e eu fui explicando a situação, como ela não pode resolver nada, passou o telefone prá uma assistente jurídica, lá vou eu falar, contar, explicar tudo de novo, quando ela quis desligar o telefone, me dizendo que o sistema estava instável, buuuuuuuuuum joguei a bomba sobre as 48 horas… Só falei assim: ” Fulana… minha sentença foi deferida há 21 dias, conforme o artigo 50, parágrafo 8 do ECA, o judiciário tem 48 horas prá nos incluir, caso contrário é passível de multa, e você concorda comigo que essas 48 horas já se passaram há muito tempo!” Ela respondeu que o sistema estava lento e que iria me ligar assim que conseguisse acessar nosso cadastro, sinceramente, eu duvidei, mas uns dez minutos depois ela ligou e disse que até o fim do dia, estaríamos cadastrados no CNA. Depois das 20hs, acessei o Projudi e o recibo de inscrição estava lá, assinado digitalmente pela pessoa que me atendeu no telefone!!!!  

Então o que quero dizer é que quem está no processo, corra atrás, se informe, ligue, perturbe mesmo… eu ligando, enviando e-mails e perturbando, demoraram 21 dias prá nos cadastrar, imagina quem entrega a documentação e fica esperando sem fazer nada??? Leis existem e são para serem cumpridas, não há problema em você se informar e reclamar o que você tem direito!! A espera é sua, a ansiedade é sua, mas cada dia que passa, é um dia a menos de uma criança junto com uma família, é um dia a mais que ela espera prá ser amada, ter um lar, ser feliz!!!!

Aqui está o artigo 50, parágrafo 8 do ECA, prá quem quiser, estou postando na íntegra na sessão Artigos, aqui no blog.

  § 8o  A autoridade judiciária providenciará, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, a inscrição das crianças e adolescentes em condições de serem adotados que não tiveram colocação familiar na comarca de origem, e das pessoas ou casais que tiveram deferida sua habilitação à adoção nos cadastros estadual e nacional referidos no § 5o deste artigo, sob pena de responsabilidade. (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)  

Móveis montados.

Hoje chegaram os móveis e já estão montados! Por cinco centímetros o berço não coube, o Du ficou visivelmente chateado, até rolou um estresse depois, mas nada demais, só um aah fecha a porta que tá frio(eu no banho) e ele aaah não dá nem prá entrar no banheiro(bum,fechou a porta com mais força) nada além disso, mas voltando ao berço…o armário e as camas ficaram certinhos e lindos, o berço quebramos a cabeça tentando achar uma solução, quebrar a parede, mudar a porta de lugar, mas nada adianta, assim que os montadores saíram, já liguei prá loja e falei com a vendedora, ela já sabia desde que fomos comprar que talvez não desse certo e como esperado, ela disse que podemos devolver o berço e trocar pelo que precisarmos, mas o berço perde 30% do valor. Ela foi muito gentil, pediu desculpas pela perda do valor e disse que não precisamos nos incomodar prá ir levar que ela pede prá alguém vir buscar. Na verdade ficamos frustrados, pois o berço é lindo e dá a sensação que realmente estamos grávidos… nunca fizemos nada parecido e eu segurei minha insatisfação porque realmente o Du ficou muito, muito chateado, na verdade ficou super triste com isso. No fim da noite, pensamos em chamar um marceneiro e mostrar o problema, quem sabe se ele conseguir cortar os cinco centímetros da cama, o berço encaixe certinho, então até segunda-feira não vou devolver o berço! Tá tudo tão lindo, o quarto pintado, os móveis montados… eu estou super empolgada, pois quando a Fer nasceu, era uma época difícil, eu e o pai dela morávamos com os pais dele e o enxoval dela foi comprado aos poucos e bem simples, coisas da 25 de março mesmo e o berço dela, foi comprado no dia que ela nasceu, aqueles de cerejeira mesmo, bem simples e xexelentinho, mais nada… nem uma decoração tinha, só roupinhas e o berço. Então agora, eu quero fazer tudo, pintar, decorar, comprar bichinhos e essas coisinhas fofas e o Du embarcou nessa, a frustração dele foi tão grande que fiquei sem saber o que fazer! Agora o João tá aqui, meu sobrinho de nove anos, então tem as malas dele no quarto, enfim tá bagunçadinho, mas semana que vem ele vai embora, aí além da casa ficar vazia, o quarto vai ficar sem vida, vai dar aquela sensação de vazio, pois não temos nossas crianças prá trazer a alegria e o colorido de uma casa… então eu estou numa confusão de sentimentos, não sei se tô alegre pelos móveis, triste por não saber quando eles chegam, esperançosa achando que semana que vem teremos novidades, enfim, tá uma bagunça na minha cabeça e no meu coração!

Ultimamente, principalmente nas duas últimas semanas tenho ouvido e lido algumas pérolas e isso tem me deixado bem aborrecida, são fatos isolados, que não influenciam em nada na nossa família, digo nossa família leia-se: Eduardo, Celmara, Fernanda e as crianças… pois todos nós estamos seguros, ansiosos e já amamos essas crianças.. mas são fatos que revelam nas entrelinhas ciúme, preconceito e talvez uma certa discriminação, fatos os quais o Du tá ciente e me pediu prá esperar a chegada das crianças, se realmente tais fatos ficarem comprovados, assim que a adoção legal saia, ele pede transferência da empresa prá outra cidade, de preferência pro Nordeste, então tenho tentado não ficar remoendo palavras e atitudes, mas prá mim é difícil, sempre fui de jogar limpo, não consigo fingir algo que não sinto e nem esconder o que me incomoda, mas mudei muito nos últimos anos em relação ao fato de ser explosiva e impulsiva, portanto paz e bem… respiro, conto todo centavo da fortuna do Bill Gates e se mesmo assim sobrar uma faísquinha, conto de novo! Maaaas acima de tudo estou feliz, com mérito meu e do meu marido querido, o quarto dos nossos anjinhos está semi pronto, tem só nossas mãos ali, só nós passamos três dias entre desmontar, passar massa, lixar, pintar, limpar, planejar, comprar e realizar… Graças a Deus temos condições de fazer do nosso jeito, sem pedir nada, tirando o fato que a nossa casa é uma casa de bonecas, sim porque prá não caber uma cama, um berço e um armário, só pode ser casa de bonecas mesmo, tudo apertadinho…Mas é nosso, estamos pagando e só nós sabemos o quanto é importante termos nosso cantinho, nossas frescuras. Espero que dê certo a arrumação do berço e que não seja preciso devolver, espero que algumas atitudes de algumas pessoas mudem, que essas pessoas entendam que eu estou mais do que feliz esperando meus filhos e que eu também quero ser paparicada e mimada como uma mulher grávida, que iria adorar palpites, ajuda e compania… a minha barriga não vai crescer, pelo contrário, tá diminuido, perdi 12 quilos em quatro meses, mas meu coração é que está crescendo, está imenso e tomado de amor, portanto eu tenho os mesmos sonhos, os mesmos desejos, as mesmas necessidades e a mesma compulsão por comprar roupas, brinquedos e futilidades de crianças que uma mulher grávida!!! 

A arrumação…

Marido de folga essa semana, estamos preparando o quarto prá chegada dos móveis. Como contei aqui, os móveis são na cor branca e com detalhes em Carvalho, linhas retas, mais clássico, pois não sabemos a idade das nossas crianças. Hoje retiramos as preteleiras com nossos livros, tapamos os buracos com massa corrida, marido retirou os rodapés e preencheu tudo com massa também, ficou tudo lisinho e novo, amanhã faremos as marcações prás prateleiras novas e vamos pintar o quarto, escolhemos uma cor neutra, um branco que não é branco, rsrsrsrsrsrs, compramos novos interruptores de luz e aqueles espelhos de tomada, brancos também, eu queria aqueles coloridos, lindinhos de decoração infantil, mas… semana  que vem devem vir montar os móveis e já estará tudo pronto, pintado e limpo. Confesso que estou louca prá sair comprando tintas coloridas, enfeites, bichos de pelúcia, abajures, tapetes, carrinhos, bonecas… mas não tem como, não tem como adivinhar o que Deus nos reservou, só posso imaginar e isso é o que eu mais faço!! Vou comprar aquelas plaquinhas lindas com o nome das crianças prá colocar na cabeceira da cama, segundo depoimentos que ouvi no Encontro da GAACO, uma das maiores alegrias das crianças, é chegar no quarto e ver seus nomes nessas plaquinhas, algo tão simples, mas que prá elas tem um significado muito importante, prá elas é o começo de uma nova vida!! Quero deixar tudo lindo, tudo colorido, tudo perfeito prá quando eles chegarem… nossa é tão estranho fazer, arrumar e não saber nada, imaginar e ter que esperar prá colocar em prática noites de sono perdidas, sim eu deito na cama e minha cabeça liga em 220, tento e não consigo parar de planejar e cada vez mais ter idéias prá arrumar o quarto. Penso em encher a casa de balões de gás hélio coloridos e pendurar faixas de Bem Vindos Meus Filhos pro dia que eles chegarem em casa, penso em encher a geladeira de guloseimas, os armários de bolachas,chocolates, balas, os brinquedos novinhos, as roupas fofas, os itens de higiene pessoal todos cheios de frescuras, as toalhas de banho com capuz, chinelinhos pequeninos, aaaah é tanta coisa e eu cada dia fico mais ansiosa!!! Acho que a pior parte é que eu sou consumista, adoooooooooro comprar e desde Janeiro, quando decidimos adotar, eu tenho me segurado, não tenho comprado nada pensando nas crianças, afinal não é fácil ter que comprar tudo de uma só vez e prá dois ainda. Sempre falei que quando temos filhos, é nossa obrigação vestir e educar, cuidar da saúde e da alimentação, não adianta ter filho e achar que vai jogar toda a responsabilidade nas costas dos avós, dos tios e amigos, portanto meu povo, nada de baladinhas, barzinhos, festinhas exageradas, cada centavo gasto com futilidades, é um centavo a menos prá uma roupa, um brinquedo, um sorvete…hahahahahaha fiquei muquirana!!!!! Brincadeiras e exageros a parte, filho é prá sempre, com criança nunca se sabe o que pode acontecer, eles são peraltas e uma febre pode surgir no meio da noite, sempre tem que ter uma reserva prá esses casos de emergência, de preferência um bom plano de saúde, mas um dinheirinho guardado é regra, com criança não dá prá deixar prá depois!!!! Eu já falo muuuuito e quando estou ansiosa então… nem eu me aguento!!!! 

Nada de CNA…

Nossa sentença foi deferida dia 08/07 e no dia 11/07 fomos até a VIJ tomar ciência, ou seja, assinar a intimação que receberíamos nos informando sobre a sentença, prá poupar tempo fomos assinar. Passados alguns dias eu liguei lá e perguntei sobre nossa inclusão no CNA e fui informada que ainda teremos que esperar dez dias que é o tempo que o MP dá prá recorrer da sentença, foi isso que eu entendi. Eu falei que abria mão desses dez dias e a pessoa que me atendeu me disse que não valeria a pena eu abrir mão, pois teríamos que assinar um documento e o mesmo passaria pela juíza novamente, e a equipe técnica seria questionada sobre o motivo e ficaria nesse vai e vem por um tempo maior que dez dias!! Bom eu concordei, mas aí vem minha indignação: Se nossa sentença foi favorável, se fomos até a VIJ assinar a intimação, se está tudo certo, porque cargas d’água vamos recorrer? Que motivos tem prá esperarmos mais dez dias prá sei lá quem fazer sei lá o que prá ir não sei prá onde prá depois nosso nome ser cadastrado no CNA? Juro que não entendi… mas tudo bem, hoje já é quinta, oremos!!!!    Mudando de assuntoooooo

Essa semana que passou, tive conhecimento de três casais que fizeram “devolução dos filhos adotivos”, desses três, dois eu conheci a história da adoção, o outro foi apenas um desabafo de alguém que conheceu as crianças devolvidas. O primeiro eu li o relato em um grupo que participo, fiquei dias lendo uma mulher relatando e não dei uma opinião sequer, mas teve um dia que não aguentei, foram muitas contradições, muito blá blá blá e eu tive que dar meu pitaco, quem me conhece imagina um pouco do que falei… O outro caso, a “mãe” foi muito gentil comigo no começo do meu processo, me aconselhou, ficamos conhecidas pelo face, mas um dia eu vi um post de outra pessoa dizendo que a verdadeira família é formada por um casal marido e mulher, por filhos gerados do ventre da mulher e pelo livro sagrado que é a Bíblia e que o resto não é considerada família por Deus, pronto, lá vou eu com a minha educação menos zero e detonei pelo face, no mesmo dia essa pessoa me deletou, acho que ela é evangélica e não gostou de ler o que eu escrevi, pois bem, ela ficou quase quatro anos na fila e em março adotou duas irmãs, lindas, duas bonecas… não sei e nem quero saber o motivo, ela devolve as meninas! Já postei aqui sobre isso e reafirmo, pessoas que adotam e por qualquer motivo que seja, “devolvem” seus filhos, merecem entrar numa lista negra e nunca mais adotar ninguém, nem um peixinho de aquário, sou totalmente contra a devolução de filhos adotivos e tenho NOJO de quem faz isso, não importam os motivos, filho é filho, biológico, adotivo, não interessa, eu julgo mesmo e abomino esse tipo de gente, desejo todo tipo de mal possível prá essas pessoas e não tenho medo de falar!!!!    Mudando de assuntooooooooo de novo…

Quando entrei nesse mundo de adoção, eu achei que estava sozinha, não digo que só eu que estava adotando, digo que jamais pensei que conheceria pessoas maravilhosas e que se tornariam minhas amigas… Nossas vidas se cruzaram pela adoção, mas algumas tem uma luz, uma energia que é inebriante. São mães adotivas (não gosto disso, mãe é mãe, sem rótulos), psicólogas, advogadas, fundadoras de grupos de apoio, conheci até um procurador de justiça, que é um homem que vive em função dessas crianças abrigadas e luta pela celeridade nos processos de adoção, é um homem simples e de coração imenso, blogueiras que estão com seus filhos já e outras que estão como eu, esperando com o coração estourando de amor, enfim, conheci muita gente que faz sem pedir nada em troca, faz por amor, vai lá, batalha, informa, indica, briga e acalma essas mães doidas e ansiosas. Não vou citar nomes porque tenho medo de ser injusta, sei que ninguém é perfeito, assim como todos nós temos defeitos, mas sempre estão ali, ajudando e orientando quem precisa e fazem de coração, pelas crianças abrigadas á espera de uma família!  Eu encontrei amigas, apoio, encontrei respostas prás minhas dúvidas, encontrei anjos… e isso eu nunca vou esquecer, foi aqui que começou a história de vida dos meus filhos, foi aqui que falei besteira, defendi uma amiga, desabafei sobre algumas pérolas que ouvi, foi aqui que aprendi, foi aqui que encontrei a calma prá controlar minha ansiedade, que não é pouca!!! Deixo aqui o meu muito obrigada, á todos vocês, todos que estão no meu círculo Adoção, cada um é especial, uns falamos sempre, outros lá de vez em quando, mas todos estamos unidos pelo coração, pelo amor incondicional, sem cor, sem sexo, sem idade, sem preconceitos… Deus abençoe vocês!! Obrigada, obrigada!!!

Mãe do coração.

Esta criança esteve escondida no teu pensamento, 
noite após noite, por anos a fio, 
guardada na tua retina sem que nunca a tivesses visto. 
Esta criança bendita, que foi escolhida por Deus e por ti, 
para compartilhar de tua vida, nunca sofrerá, 
ficará triste ou chorará por desamor ou abandono, 
pois existe alguém especial, um anjo, 
que o destino colocou em seu caminho 
para lhe suprir as carências, lhe amar, dar carinho. 
Ela foi abençoada. 
Não foi gerada por ti, 
não foi esperada por nove meses, 
não veio de dentro de tuas entranhas, 
mas veio de algo muito maior: 
um amor enorme que tinhas para compartilhar 
com ela e com o mundo. 
Não o adotaste simplesmente; ele é teu filho – 
filho do imenso carinho que tens para dar, 
da tua capacidade de doação, 
da abnegação, 
do desejo sofrido e ao mesmo tempo esperançoso que tiveste 
de um dia cuidar e de ouvir alguém 
te chamando de “mãe”. 
Será filho de noites em claro, 
de preocupações, 
de alegrias, 
de dias de chuva, 
de dias de sol. 
Será filho de tristezas, 
de sonhos, 
de esperanças 
e de dedicação, 
pois tens por ele o mesmo carinho que terias 
por um filho do teu sangue. 
Esta criança veio de onde quer que seja, 
predestinada para ti. 
Apenas nasceu de outra mãe, 
pois nada acontece por acaso, 
mas o destino dela eram os teus braços e teu desvelo. 
Ela foi gerada dentro do teu coração 
porque, provavelmente, merecia uma mãe tão especial quanto tu! 

Maria Eugênia – Doce Deleite

ESTAMOS GRÁVIDOS!!!!!!!!!

Simmmm, hoje dia 08/07/2013 a nossa sentença foi assinada pela juíza, nossa habilitação saiu… Estamos Grávidossssssss… uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!! Foi uma emoção tão grande, as mãos tremiam e um choro de alegria e alívio foi bem vindo. Muitas vezes me perguntei como seria minha reação e foi bem diferente do que eu pensava, é muito especial, é como um resultado positivo de gravidez, mas mais intenso, pois junto tem anos de sonhos, dias correndo atrás da documentação, semanas esperando uma ligação pro curso e entrevistas, meses de angustiante espera esperando passo a passo cada atualização no Projudi… Acho que a ficha ainda não caiu, parecia tão longe, parecia que nunca iria acontecer mas aconteceu!!!  Agora a ansiedade toma conta, quanto tempo até o tão esperado telefonema? Que idade terão? Serão dois meninos? Duas meninas? Um casal?  Tantas perguntas e uma certeza, a certeza que já são amados e terão uma família que os esperou muito e tem muito amor prá dar.

Não acho que nosso processo demorou, ao todo foram 111 dias, desde a entrega dos documentos até a sentença, é difícil acreditar que estamos habilitados em menos de quatro meses, mas eu digo que além da nossa psico Thaís ser maravilhosa, eu corri atrás também, coitada dela, eu sempre estava mandando e-mail prá ela querendo saber isso ou aquilo. Por isso que eu digo, corra atrás dos seus sonhos, marque presença, não deixe dúvidas quanto ao que você quer… tudo tem seu tempo, mas claro que um empurrãozinho não faz mal a ninguém. Não sei se vou conseguir dormir, meu coração tá em chamas, minha cabeça roda em pensamentos e planos, os móveis devem chegar semana que vem mas e os donos do quarto?? Virão logo??? Esperamos que sim, acho que não consigo raciocinar direito, quero falar tanta coisa mas me faltam palavras, então só deixo assim declarado que eu aos 39 anos, estou grávida novamente, mas essa gravidez é de alma, de coração e não tenho palavras prá expressar o que estou sentindo!!!

Uma semana de boas noticias…

Como relatei no post passado, na segunda-feira 01/07 compramos o jogo de quarto das crianças e nosso processo foi enviado ao MP. Na sexta-feira 05/07 prá variar acordei e olhei o Projudi, nenhuma atualização, tá bom, fiz minhas coisas e marido e eu saímos, quando voltamos já era noite e lá vou eu xeretar o meu amigo Projudi… faz login, senha, aquelas palavras chatas que verificam se você não é um robô e acesso aos dados do processo… movimentações… coração acelerou, mão tremeu, voz embargou… o MP DEFERIU nossa sentença e já enviou prá juíza assinar! Noooooooooossa, que emoção… que sensação de alívio e de conforto. Li o parecer para o marido e ficamos ali, sentados na cozinha sem saber o que fazer… como um papel, que na verdade é um documento digitalizado, pode mudar tanto a vida da gente?  Agora vem a fase de frio na barriga, assim que a juíza assinar entramos na fila e no CNA, o telefone pode tocar a qualquer instante, meu Deus!!  Será que ela vai assinar logo? Será que vão demorar prá nos ligar? Essas respostas, só Deus sabe e o tempo dirá, eu sinceramente espero que não demore muito!!!! 

Na quinta-feira amanheci gripada, passei o dia deitada no sofá, não podia levantar a cabeça que dóia tudo, tenho tanta coisa a fazer, em 15 dias chegam os móveis dos pimpolhos e temos que esvaziar e pintar tudo, mas cadê forças? Essa gripe me derrubou mesmo e eu espero que até segunda eu esteja melhor, aí o bicho pega!!! Ainda não contamos prá ninguém que nossa sentença foi deferida e enviada prá juíza, na verdade não adianta muito porque festa mesmo só depois que ela assinar, eu contei pro meu pai, na verdade adooooooooooooro contar as novidades prá ele, ele faz festa e se interessa por tudo que eu falo, e como eu sou festeira também, formamos a dupla perfeita, hahahahahahaha. Agora resta esperar, tá mais perto do que nunca, mas isso vou postar outra hora, por enquanto a semana começou e terminou com ótimas notícias!!!!